sábado, 26 de novembro de 2016

O Boto

video
Esse trabalho os alunos do Mundiar fizeram o conto O Boto, mas as imagens eles pegaram no Youtube.

Mãe África

video
 Vídeo feito pelos alunos do Mundiar, turma que iniciaram em 2015, turno noturno, trabalho apresentado em sala de aula dia 21 de novembro, projeto A Cor da Cultura.

Preconceito Social

video
 Vídeo feito pelos alunos do Mundiar, turma que iniciaram em 2015, turno noturno, trabalho apresentado em sala de aula dia 21 de novembro, projeto A Cor da Cultura. Mostrando o preconceito social, essa história ela é real, aconteceu com uma das alunas que fez o trabalho.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Trabalhos e Projetos do Mundiar

Depois de quase dois anos juntos fizemos muitos projetos, trabalhos, palestras, festas, vídeos, parcerias com Academia Redencense de Letras e outros, temos várias fotos dos momentos especiais
e resolvi publicá- las para não cair no esquecimento.
























terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Ano Letivo

Caros alunos, iniciaremos nosso ano letivo dia 11 de fevereiro de 2016.



segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Palestra com o médico ginecologista Ederson da Silva

O médico ginecologista Ederson da Silva ministrou uma excelente palestra para os alunos do  Projeto Mundiar, sobre os seguintes temas:
Cromossomo;
Gene;
Formação do Zigoto;
Doenças hereditárias;
Hormônios Masculinos e Femininos.
Os alunos gostaram tanto da palestra que excederam o horário e pediram ao médico uma palestra pelo menos uma vez por mês.










Palestra sobre o uso de Agrotóxicos

A Educação é um meio pelo qual o ser humano elabora princípios éticos para o fortalecimento da vida presente e a construção do futuro,sendo a escola apoio fundamental nessa caminhada.
 Dessa forma convidamos a Engenheira Ambiental da SAGRI, Adra  para uma palestra sobre o USO DO AGROTÓXICO em nossa região e também no Brasil com ênfase no Pó da China.
 Foi de grande proveito a palestra pois o Projeto Mundiar tem muitos alunos que são pequenos sitiantes.
Após a palestra foi distribuído brindes para os alunos.


Projeto Mundiar de Mãos dadas com a Poesia

Com o objetivo de desenvolver o gosto pela leitura e pela escrita, o Mundiar convidou  A Academia Redencense de Letras para uma noite com poesias, músicas e entrevistas com os convidados.
 apresentação de Músicas com Marina e Luíza e os poetas José Rodrigues, Thomas e Idevilson Bandeira.
Marina

Poeta José Rodrigues



Poeta Thomas
Luíza

Poeta Idevilson Bandeira





sexta-feira, 22 de maio de 2015

Estado paga funcionalismo a partir de segunda-feira, 27

A partir de segunda-feira, 27, os funcionários públicos estaduais, da administração direta e indireta, começam a receber os salários de abril. Os primeiros beneficiados de acordo com o cronograma da Sead são os inativos militares e pensionistas civis e militares, além dos inativos civis e as pensões especiais da Secretaria de Estado de Administração (Sead). O cronograma encerra no dia 30, com os servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) da capital e do interior.
Confira o calendário de pagamento da folha de abril:
Dia 27 (segunda-feira) - Inativos militares e pensionistas civis / militares e inativos civis e pensões especiais da Sead.
Dia 28 (terça-feira) - Auditoria Geral, Casa Civil, Casa Militar, Defensoria Pública, Gabinete da Vice-governadoria, Procuradoria
Geral, Sedap, Sectet, Sead, Sefa, Seplan, Semas, Secult, Seel, Sedeme, Sejudh, Sedop, Sespa, Seaster, Setran, Secom e Setur
Dia 29 (quarta-feira) - Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, Codec, Ceasa, Cohab, CPC Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, FCG, FCP, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clínicas, Hospital Ophir Loyola, Hemopa, Imetropará, Iasep, Igeprev, Imprensa Oficial do Estado, Iterpa, Jucepa, Prodepa, Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor-Bio, CPH e NGTM
Dia 30 (quinta-feira) – Seduc (capital e interior)


sexta-feira, 1 de maio de 2015

Vídeo aula - LÍNGUA PORTUGUESA 1 -TELECURSO 2000


PROJETO MUNDIAR

Desenvolvido pela Seduc em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o programa possibilita que cidadãos jovens que estão fora da sala de aula e também em atraso com relação ao ano escolar possam concluir os estudos no ensino médio em um ano e seis meses. Desde 2014, o Mundiar na rede estadual pública de ensino atende estudantes de 23 municípios, mas em 2015 chegou também ao município de Redenção em duas escolas, sendo duas turmas de Ensino Médio na Escola Palma Muniz e uma turma na Escola Maria Benta.
 Mundiar é um termo popular e regional, que na região amazônica significa encantar, enfeitiçar, entorpecer. O projeto pretende seduzir os alunos através de metodologias inovadoras e assim combater também a evasão escolar.
 O mesmo utiliza o sistema de ensino Tele Sala, com uso de televisão e aulas em DVD no programa de atividades de interação entre disciplinas.

O Telecurso parte do que o aluno já sabe e o conhecimento é construído de forma prazerosa. O professor é só um mediador. As disciplinas são as mesmas que o Ministério da Educação (MEC) aprova para as escolas, mas a forma de ensinar é diferente. Ao invés de ter cinco ou mais matérias de uma vez, no Telecurso o aluno aprende por módulos, três para Ensino Fundamental e quatro para o Ensino Médio. O professor não trabalha apenas os conteúdos curriculares, ele divide a turma em equipes, estimulando temáticas como socialização, solidariedade e pensamento crítico.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Geekie Games ajudará estudantes a identificar e melhorar deficiências no aprendizado

“O Geekie Games é uma poderosa ferramenta de suporte para os nossos alunos que realizarão o Enem. Ela auxilia o aluno, verificando suas fragilidades e ensinando como melhorá-las”, define Marcelina Henriques Pereira, do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) Belém, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Nesta terça-feira (09), a plataforma Geekie Games será lançada no Pará, na Escola Anísio Teixeira, a partir das 8 h.
Com o Geekie Games, os professores podem acompanhar o desempenho dos alunos, elaborar planos de aula, selecionar materiais e conhecer as características de aprendizado de cada um. “É a tecnologia agindo a favor da qualidade da educação. O Pará foi um dos primeiros Estados do país que adotaram a plataforma Geekie Games como ferramenta de reforço ao conhecimento de alunos, visando o Enem”, informa o secretário de Estado de Educação, José Seixas Lourenço.
Belém receberá todas as terças e quintas-feiras três turmas de alunos do terceiro ano, de várias escolas da rede pública, para terem acesso à plataforma. As oficinas têm duração de quatro horas. O Geekie Games integra as ações do Pacto pela Educação do Pará, um esforço da Seduc para melhorar a prática docente e de gestão escolar utilizando a tecnologia da informação.

“É o Tira Dúvidas do NTE”, acrescenta Marcelina Henriques. Para participar do Tira Dúvidas, os alunos do terceiro ano fizeram uma pré-inscrição e, durante quatro horas, no prédio do NTE, receberam instruções de como navegar pela GeekieLab.
Segundo George Castro, coordenador do Ensino Médio (Coem/ Seduc), o Geekie Games é hoje uma plataforma certificada e recomendada pelo Ministério da Educação. “Várias secretarias do Brasil já aderiram. Já enviamos a relação de todos os nossos alunos do Ensino Médio para fazerem o cadastramento”, informa George Castro. O professor Esfras Franco considera a ferramenta fantástica. “O aluno poderá acompanhar o quanto já aprendeu e o que precisa melhorar para a prova do Enem”, ressalta Esfras, que leciona na Escola Estadual Romulo Maiorana, localizada na Cidade Nova 8.
Ranking - “No momento em que o aluno faz o primeiro simulado, ele é pontuado no ranking nacional. A partir dos planos de estudo, essa nota vai aumentando”, acrescenta George Castro. A nota segue a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), a mesma usada no Enem. “É como se ele estivesse participando de um jogo em todo o Brasil. Ele está encarando seus adversários no território nacional. E isso é estimulante”, reitera.
Segundo George Castro, a maioria dos alunos se sente motivada a melhorar cada vez mais seu lugar no ranking. “A cada novo plano de estudo que a plataforma gera, fica a ansiedade: quanto será minha nota no final desse plano de estudo? É envolvente”. A plataforma abriu agora em agosto em todo o Brasil, três meses antes da prova do Enem. No ano passado mais de 2 milhões de alunos foram cadastrados. Em princípio, vão participar todos os alunos da rede pública cadastrados”, assegura o professor.
A GeekieLab é aberta e, mesmo o aluno não sendo mais da rede pública, mas está tentando o Enem, poderá acessar. “Nossa expectativa hoje são de 433 mil cadastrados no Pará, por ser o número de inscritos no Enem. Quase meio milhão de pessoas!”, ressalta.
Duas capacitações já foram realizadas nos dias 28 e 29 de agosto, no Núcleo de Tecnologia Educacional, com a oferta de 50 vagas - 25 para professores do NTE, na primeira formação; 10 para formadores do NTE e 15 para o Proenem, na segunda capacitação.

Acompanhamento - Segundo orientação de George Castro, o principal, neste primeiro momento, é estimular o aluno a entrar na plataforma. Depois, o próprio Geekie fornecerá ao professor relatórios de entrada dos alunos. “Algo que demoraria um mês, a plataforma faz em horas, que é realizar o diagnóstico de todos os alunos da minha turma. Consigo visualizar o relatório todo individualizado: quem está com mais dificuldade em tal habilidade, e quem foi melhor em outra área”, conta ele.
A plataforma pretende capacitar todo aluno no Brasil para a prova do Enem. O objetivo é proporcionar, principalmente aos alunos da rede pública, as mesmas condições de aprendizado “de qualquer outro aluno, em qualquer cidade ou escola do Brasil”, destaca.
O Geekie Games 2014 inicia com as Secretarias de Estado de Educação parceiras do Pará - Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.
O Geekie Games cobre todas as áreas de conhecimento do Enem e auxilia o aluno em sua rotina de estudos. O MEC reconhece o Geekie Games como a única plataforma hoje, no Brasil, capaz de fornecer a nota Teoria da Resposta ao Item (TRI), cada vez mais utilizada por especialistas. Ela quantifica a avaliação educacional, pois permite a construção de escalas de habilidades calibradas. “A TRI seria a resposta às limitações da teoria clássica, baseada em resultados de provas por meio de escores padronizados”, ressalta George Castro.
Para participar é bem simples. O estudante da escola pública já estará pré-cadastrado, e após confirmar o cadastro começará a usar a plataforma. Em seu primeiro acesso, o aluno realizará um simulado diagnóstico em cada uma das áreas de conhecimento que o exame aborda. Com base nesse resultado, será traçado um perfil do nível de proficiência do estudante. A partir daí, a plataforma monta um plano de estudo para o aluno, e ao final fará outro simulado, e outro plano de estudo será elaborado. “Na medida em que o estudante vai avançando na aprendizagem, o sistema vai propondo um plano de estudo mais adequado à nova condição do estudante", explica George Castro. 

Celival Lobo
Secretaria de Estado de Educação

Pacto pela Educação recebe adesão de instituições de ensino superior

O Pacto pela Educação teve a adesão de 100% do Protocolo de Integração das Instituições de Ensino Superior do Pará, que congrega as universidades e centros universitários do Estado. A reunião para assinatura ocorreu na reitoria da Universidade da Amazônia (Unama), no último dia 5 de setembro, com a presença do secretário de Estado de Educação (Seduc), José Seixas Lourenço, e do secretário adjunto de Ensino da Seduc, Licurgo Brito.
A reunião, presidida pela reitora da Unama, Ana Célia Baía, teve a participação também do reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Carlos Maneschy, e de representantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Centro Universitário do Pará (Cesupa) e Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará (ITFPA).
O Pacto pela Educação conta com a parceria de diferentes setores e níveis de governo e sociedade civil, incluindo empresas, escolas, prefeituras, igrejas, organizações não governamentais (ONGs) e demais organizações sociais, iniciativa privada e organismos internacionais, com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Para o secretário de Educação, a assinatura do protocolo consolida uma parceria sólida, que vai além do mapeamento de ações positivas. “Já participamos da rede em prol dos vínculos familiares e comunitários. Duas de nossas Unidades Seduc na Escola (Uses) já participam do projeto de colocar um observatório de violência nas escolas. Esse é um compromisso de melhoria de gestão, com a presença mais forte no ambiente escolar”, disse.
O secretário lembrou a importância do Sistema Paraense de Avaliação Educacional (Sispae), ao qual 141 municípios paraenses já aderiram. ”Vamos ter uma amostragem que vai permitir montar o próprio núcleo de avaliação. A expectativa é que nas próximas avaliações já se mostre um resultado positivo das ações que estão sendo implementadas na rede”, reforçou José Lourenço.
Cenário – Durante a assinatura do protocolo, também se discutiu como as instituições podem se integrar a programas da Seduc. Ana Célia Baía destacou possibilidades de cooperação e se comprometeu com um levantamento detalhado para futuras colaborações. “Hoje a entrada das universidades em nossas escolas é feita de forma voluntária, sem uma articulação com os projetos estratégicos da secretaria. Nesse sentido, o protocolo vem potencializar as ações e juntar esforços, com os programas que já estão sendo executados em várias escolas do Estado, vinculando isso ao Pacto pela Educação”, disse o secretário adjunto de Ensino, Licurgo Brito.
Para o reitor da UFPA, Carlos Maneschy, o Pacto pela Educação é a sinalização concreta de um projeto positivo e de grandes desdobramentos aos indicadores educacionais no Estado. ”É a primeira vez que o Estado tem a oportunidade de ter diante de si um volume de recursos capaz de verdadeiramente fazer a diferença. É a primeira vez que um projeto nos coloca diante de uma nova realidade, com expectativa positiva”, assinalou, reiterando que estão definidos os projetos, ações e metas. “O Pacto direciona esforços e define projetos. As instituições têm de maneira clara como podem participar”, reforçou.
Durante o encontro, o secretário de Educação convidou os participantes a conhecerem a plataforma Geekie Games, que vai capacitar os alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “O projeto é interativo, com todas as provas anteriores. O aluno testa e vê como melhorar e superar suas deficiências”, explicou. Nesta quarta-feira (10), a Seduc, Secretária de Comunicação (Secom) e TV Cultura lançam o Proenem Digital. “Uma experiência do ano passado, com professores, que se tornou a segunda maior audiência da TV, com aulas para alunos do ensino médio que estão prestes a fazer a prova do Enem”, concluiu o secretário.
Silvia Leão
Secretaria de Estado de Educação

Secretário destaca ações do Pacto pela Educação do Pará

Estratégias – Alex Fiúza de Melo destacou ainda que o Pacto pela Educação do Pará foi lançado em março de 2013, mas somente em dezembro do mesmo ano o governo do Estado, a partir de negociação contínua, assinou financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no valor de US$ 210 milhões, um mês após a aplicação do exame do último Ideb.
“Na verdade, os programas de impacto pedagógico do Pacto começaram a ser implantados em 2014. Trata-se de um processo de médio e longo prazo, que ultrapassa o tempo de vários governos. Os primeiros resultados positivos só se refletirão no Ideb de 2015, já que temos a meta de elevar em 30% a nota paraense nesse índice até 2017. Se não tivéssemos esse convênio com o BID, o primeiro exclusivo na área da educação na América Latina, não conseguiríamos iniciar o Pacto”, afirmou.
O Pacto pela Educação, salientou o secretário na entrevista, prevê “ações estratégicas relacionadas à gestão democrática e profissional nas escolas”. Entre essas ações – viabilizadas mediante parceria com empresas de grande e pequeno porte, instituições, organizações não governamentais (ONGs) e representantes da sociedade civil –, está a lei estadual, aprovada no primeiro semestre deste ano, determinando que o diretor e vice-diretor das escolas, eleitos pela comunidade escolar, passarão por treinamento específico. Além disso, são prioridade na educação paraense a capacitação de professores, revisão de currículos escolares, reforma física e ampliação de escolas, adoção de novas metodologias de ensino e uso de tecnologia da informação.
Eduardo Rocha
Secretaria de Estado de Educação

Governo garante aos professores aumento de 10% na gratificação progressiva já em setembro

O aumento de 10% na gratificação progressiva e o pagamento deste aumento já na folha de setembro para os professores foi anunciado pelo Governo do Estado, em reunião realizada nessa terça-feira (09), na sede da Secretaria de Estado de Administração (Sead), com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp). A secretária de Estado de Administração, Alice Viana, e o secretário Adjunto de Gestão da Secretaria de Estado de Educação, Waldecir Costa, receberam os sindicalistas.
"Mais uma vez o Estado honra o compromisso de acordo com o que foi assumido no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PPCR) dos servidores da educação. O aumento da gratificação e o pagamento em setembro totalizam os 30% acordados, e mostram a preocupação do Governo do Estado em valorizar a categoria, que é a quinta mais bem remunerada do País", afirmou Alice Viana.
Outro ponto discutido na reunião foi a reforma em escolas estaduais. "Temos em andamento um projeto, que é o primeiro do País. O Pacto pela Educação prevê a modernização da gestão e infraestrutura escolar, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Dos US$ 350 milhões do projeto, cerca de US$ 220 milhões são para a melhoria da infraestrutura, com reforma, ampliação e compra de mobiliário. Mesmo com o projeto em andamento, o governo já empregou um significativo recurso na reforma de 700 escolas, das 1.200 que são de responsabilidade do Estado. Nosso esforço continua com obras emergenciais nas escolas que ainda se encontram em condições precárias, até que as obras de reformas mais estruturantes, previstas como prioritárias no Pacto, possam acontecer", informou a titular da Sead.
Os sindicalistas discutiram ainda sobre as eleições diretas para diretores nas escolas, de acordo com a Lei nº 7.855, de maio de 2014. "Não existe orientação ou avaliação do governo para que a lei seja ajustada. Já foi criada uma comissão para fazer todo o detalhamento do processo de eleição dos diretores, para apresentação ao sindicato", ressaltou Waldecir Costa.  
Impacto - Ele explicou ainda sobre a alteração do percentual de carga horária destinado à hora-atividade. "No início do ano letivo de 2014, em abril, os professores da rede pública estadual do Pará receberam um incentivo com a antecipação do aumento de 20% para 25% do percentual da hora-atividade, o que deveria ocorrer apenas em julho. A implantação do percentual representou um impacto significativo na folha de pagamento da Seduc, de R$ 6,5 milhões/mês, para pagar a jornada de trabalho com 25% de hora-atividade e acréscimo de 6% na remuneração da hora-aula do professor", reiterou o secretário adjunto.
Quanto ao adicional por tempo de serviço (triênio), o Estado adotou medidas que resultaram na atualização para 95%, beneficiando 46 mil servidores da educação, e automatizando o pagamento do adicional. Até dezembro deste ano, o benefício chegará a todos os servidores, como mais uma medida de modernização da gestão de recursos humanos, na qual o servidor não precisará apresentar documentos e requerer o pagamento, que será feito automaticamente.
Sobre a unificação do PCCR, Alice Viana explicou as implicações do período eleitoral. "O compromisso que podemos assumir é que o Plano fique pronto para que o próximo pleito legislativo possa votar sua aprovação, já que a lei eleitoral impede o encaminhamento de projetos de lei com aumento de despesas, dos 180 dias que antecedem o pleito até a posse dos eleitos, em 1º de janeiro", informou Alice Viana.
A reunião foi finalizada com a aprovação dos sindicalistas. "Nossa avaliação é que o anúncio da majoração de 10% da gratificação progressiva é um ganho, já que até a outra reunião não tínhamos essa posição do governo", disse Williams Silva, do Sintepp.
Luciana Benicio
Secretaria de Estado de Administração

sábado, 26 de julho de 2014

PROFISSÃO AGRONOMIA

Para quem está com muitas dúvidas em relação qual o curso escolher toda semana vamos falar um pouco de algumas profissões,  esta semana vamos começar com o curso de agronomia
O Brasil possui a maior reserva de terras agricultáveis, além das reservas de água e uma tecnológica desenvolvida para a produção agrícola. Nos últimos anos, o país consolidou como maior exportador mundial de café, açúcar e suco de laranja, e líder em soja (grão), fumo e carne bovina, suína e de aves, além de alcançar a segunda posição em farelo e óleo de soja. 
Em poucos anos o Brasil será visto como fazenda do mundo, por tanto, seus agricultores precisarão de conhecimentos científico-tecnológicos, sendo indispensável à presença de um agrônomo.
A carreira
 Agronomia é resultado da aplicação da ciência do trabalho no campo. Ao combinar conhecimentos da biologia, química e física, mais estudos específicos sobre solo, clima, culturas e rebanhos, a atividade do engenheiro agrônomo cobre um terreno diversificado.Entre outras áreas, é possível trabalhar em fazenda, empresas, indústrias e cooperativas do setor agrícola e de produtos animais, além de instituições financeiras que tenham negócios ligados á atividade rural.O profissional está preparado para assumir funções de responsabilidade, planejando e coordenando programas para o desenvolvimento da produção, melhor aproveitamento dos recursos naturais e mecanização do setor.Outra opção está no ensino e pesquisa acadêmica. A Agronomia é uma carreira com boas perspectivas, mas que também exige especialização contínua do profissional, em decorrência de sua divisão por setores, como a engenharia rural e agrícola.Programas governamentais absorvem a maior parte dos profissionais, mas também existem boas oportunidades em empresas privadas.A internacionalização da economia, por sua vez, oferece novos campos para o engenheiro agrônomo especialista em negócios de produtos agrícolas, conhecido como agrobusiness. 
Já as disciplinas de formação profissional são concentradas em temas como climatologia, topografia, mecanização agrícola, economia e administração rural.É obrigatório o estágio profissional supervisionado, que deve ser cumprido em fazendas, instituições de pesquisa ou laboratórios.Quando formado, o engenheiro agrônomo deve obter o seu registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).
Onde Fazer Curso De Agronomia, Universidade e Faculdades:
Região norte:
  • Curso De Agronomia Acre: UFAC.
  • Curso De Agronomia Amazonas: UFAM.
  • Curso De Agronomia Pará: UFPA, UFRA, IFPA.
  • Curso De Agronomia Rondônia: UNIR.
  • Curso De Agronomia Roraima: UFRR, UERR
  • Curso De Agronomia Tocantins: UFT, Unitins, IFTO.


Resumo da Obra O Mulato

[Aluísio Azevedo]
Saindo criança de São Luís para Lisboa, Raimundo viajava órfão de pai, um ex-comerciante português, e afastado da mãe, Domingas, uma ex-escrava do pai.
Depois de anos na Europa, Raimundo volta formado para o Brasil. Passa um ano no Rio e decide regressar a São Luís para rever seu tutor e tio, Manuel Pescada.
Bem recebido pela família do tio, Raimundo desperta logo as atenções de sua prima Ana Rosa que, em dado momento, lhe declara seu amor.
Essa paixão correspondida encontra, todavia, três obstáculos: o do pai, que queria a filha casada com um dos caixeiros da loja; o da avó Maria Bárbara, mulher racista e de maus bofes; o do Cônego Diogo, comensal da casa e adversário natural de Raimundo.
Todos três conheciam as origens negróides de Raimundo. E o Cônego Diogo era o mais empenhado em impedir a ligação, uma vez que fora responsável pela morte do pai do jovem.
Foi assim: depois que Raimundo nasceu, seu pai, José Pedro da Silva, casou-se com Quitéria Inocência de Freitas Santiago, mulher branca. Suspeitando da atenção particular que José Pedro dedicava ao pequeno Raimundo e à escrava Domingas, Quitéria ordena que açoitem a negra e lhe queimem as partes genitais.
Desesperado, José Pedro carrega o filho e leva-o para a casa do irmão, em São Luís. De volta à fazenda, imaginando Quitéria ainda refugiada na casa da mãe, José Pedro ouve vozes em seu quarto. Invadindo-o, o fazendeiro surpreende Quitéria e o então Padre Diogo em pleno adultério. Desonrado, o pai de Raimundo mata Quitéria, tendo Diogo como testemunha. Graças à culpa do adultério e à culpa do homicídio, forma-se um pacto de cumplicidade entre ambos. Diante de mais essa desgraça, José Pedro abandona a fazenda, retira-se para a casa do irmão e adoece. Algum tempo depois, já restabelecido, José Pedro resolve voltar à fazenda, mas, no meio do caminho, é tocaiado e morto. Por outro lado, devagarzinho, o Padre Diogo começara a insinuar-se também na casa de Manuel Pescada.
Raimundo ignorava tudo isso.
Em São Luís, já adulto, sua preocupação básica é a de desvendar suas origens e, por isso, insiste com o tio em visitar a fazenda onde nascera. Durante o percurso a São Brás, Raimundo começa a descobrir os primeiros dados sobre suas origens e insiste com o tio para que lhe conceda a mão de Ana Rosa. Depois de várias recusas, Raimundo fica sabendo que o motivo da proibição devia-se à cor de sua pele.
De volta a São Luís, Raimundo muda-se da casa do tio, decide voltar para o Rio, confessa em carta a Ana Rosa seu amor, mas acaba não viajando.
Apesar das proibições, Ana Rosa e ele concertam um plano de fuga. No entanto, a carta principal fora interceptada por um cúmplice do Cônego Diogo, o caixeiro Dias, empregado de Manuel Pescada e forte pretendente, sempre repelido, à mão de Ana Rosa.
Na hora da fuga, os namorados são surpreendidos. Arma-se o escândalo, do qual o cônego é o grande regente. Raimundo retira-se desolado e, ao abrir a porta de casa, um tiro acerta-o pelas costas. Com uma arma que lhe emprestara o Cônego Diogo, o caixeiro Dias assassina o rival.
Ana Rosa aborta.
Entretanto, seis anos depois, vemo-la saindo de uma recepção oficial, de braço com o Sr. Dias e preocupada com os 'três filhinhos que ficaram em casa, a dormir'.

sábado, 19 de julho de 2014

Rubem Alves

video


Faleceu hoje aos 80 anos de falência múltiplas dos órgãos Rubem Alves, ele era professor, teólogo, psicanalista e escritor, escreveu inúmeros livros e artigos sobre religião, educação e questões da existência, além de publicar muitas obras voltadas para crianças.Rubem Alves nasceu na cidade de Boa Esperança (Minas Gerais) em 15 de setembro de 1933. Tendo se mudado em 1945 para o Rio de Janeiro. Estudou e se destacou em teologia, dando inicio na sua carreira como pastor em uma igreja que ficava no interior de Minas Gerais. 
Se casou em 1959 e desse casamento nasceram Sérgio, Marcos e Raquel. Sendo sua filha uma grande inspiradora de Rubem quando esse escrevia contos infantis.
Foi a partir da tese de doutorado de Rubem Alves (A Theology of Human Hope) que se deu inicio depois a “Teoria da Libertação”.
Após alguns anos nos Estados Unidos, Rubem Alves volta para o Brasil e passa a ser professor na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras em Rio Claro – São Paulo. Tendo depois passado a trabalhar dentro da UNICAMP e se tornado um grande representando de faculdade nos anos que lá esteve.
Rubem Alves tornou-se algum tempo depois psicanalista pela Sociedade Paulista de Psicanálise, além de autor consagrado de inúmeras obras como O suspiro dos oprimidos, Sobre o tempo e a eterna idade, Concerto para corpo e alma, Variações sobre a vida e a morte, O poeta, o guerreiro e o profeta, entre outros.
Rubem Alves foi eleito membro da Academia Campinense de Letras.


sexta-feira, 18 de julho de 2014

JOÃO UBALDO RIBEIRO

video



Baiano da Ilha de Itaparica, João Ubaldo mudou-se com a família, ainda bebê,
para Aracaju, em Sergipe. O pai, professor, nunca admitiu um filho analfabeto.
 Por isso, desde a mais tenra idade, João dedicou-se aos estudos com afinco.
 Alfabetizado, permanecia horas trancado na biblioteca de sua casa devorando
 livros infantis, sobretudo os de Monteiro Lobato.
Em 1951, a família voltou a viver na Bahia. Foi em Salvador que João concluiu
 o ciclo básico e entra para a faculdade de Direito, na qual conheceu um de seus
 grandes amigos, o cineasta Glauber Rocha. Juntos, editaram revistas e jornais culturais.
 Apesar de aluno exemplar, João nunca exerceu a profissão de advogado. E não deixou
 mais o mundo das letras.
Em 2008, ganhou o Prêmio Camões, o mais importante
 da literatura em língua portuguesa, concedido pelos
 governos de Portugal e do Brasil para autores que 
contribuem para o enriquecimento da língua. Também
 venceu dois prêmios Jabuti, da Câmara Brasileira do
 Livro, em 1972 e 1984.  Ao falar sobre o ofício de escrever,
 João resumia: “Todo mundo tem um dom. E eu acredito que
 o grande pecado que o sujeito pode cometer é trair seu dom.”

Entre suas obras estão  “Sargento Getúlio”, “O sorriso dos lagartos”, “A casa dos budas
 ditosos” e “Viva o povo brasileiro”.
Algumas obras de João Ubaldo Ribeiro:
Romances:
Setembro não tem sentido - 1968
Sargento Getúlio - 1971
Vila Real - 1979
Viva o povo brasileiro - 1984
O sorriso do lagarto - 1989
O feitiço da Ilha do Pavão - 1997
A casa dos Budas ditosos - 1999
Miséria e grandeza do amor de Benedita (primeiro e-book — livro virtual —
lançado no Brasil) - 2000
Diário do Farol - 2002
Miséria e grandeza do amor de Benedita, Dom Quixote - Portugal - 2003
Diário do Farol - Dom Quixote - Portugal - coleção "Grandes Autores de
 Língua Portuguesa" - 2003
Contos:
Vencecavalo e o outro povo - 1974
Livro de histórias - 1981 (reeditado em 1991, incluindo os contos "Patrocinando a arte"
 e "O estouro da boiada", sob o título de "Já podeis da pátria filhos").
Crônicas:
Sempre aos domingos - 1988
Um brasileiro em Berlim - 1995
Arte e ciência de roubar galinha - 1998
O Conselheiro Come - 2000
Você me mata, Mãe gentil - 2004
A gente se acostuma a tudo - 2006
O rei da noite - 2008.
Ensaio:
Política: quem manda, por que manda, como manda - 1981
Literatura infanto-juvenil:
Vida e paixão de Pandomar, o cruel - 1983
A vingança de Charles Tiburone - 1990
Antologia:
História Pitorescas - 1977
Obra seleta - 2005
Participação em coletâneas:
"Lugar e circunstância". In: Panorama do conto bahiano - 1959
"Josefina", "Decalião" e "O Campeão". In: Reunião: contos - 1961
"Já podeis da pátria filhos". In: Onze em campo e um banco de primeira - 1998

* Com informações da TV Brasil